Histórico


    Outros sites
     CONFABULÁRIO - UNIVERSAL MX
     JORNAIS DO BRASIL
     ninhodogaviaodaserra
     BBC NEWS
     DEUTSCHE WELLE
     FOLHA DE SÃO PAULO
     ELPAIS.ES
     IPSILON
     ELCULTURAL.ES
     CULTURE-GUARDIAN UK
     NYT - Art & Design
     LIVRARIA CULTURA
     BIOMAT.NET
     PESQUISA FAPESP
     Departamento de Física - UFCE
     ALETRÔMETRO
     LARANJA PSICODÉLICA
     DRAGÃO DO MAR - ARTE E CULTURA
     COMPANHEIRA DO TEMPO
     ACONTECIMENTOS
     DANIEL PIZA
     POEMAS DA CIDADE
     BLOGDONOBLAT
     LE FIGARO


     
    Ninho do Gavião da Serra


    INFINITE EYES

    By MarshaSolomon



    Escrito por Júlio Cesar Góes às 20h36
    [] [envie esta mensagem] []



    ESCREVER RETRATOS

    de Júlio Cesar Góes


    Um dia quando estávamos sentados em um parque, ele me explicou que todos temos certa ideia de nós mesmos, talvez apenas esboçada, confusa, mas no final somos levados a fazer essa ideia de nós mesmos, e a verdade é que muitas vezes fazemos essa ideia coincindir com um certo personagem imaginárioo no qual nos reconhecemos.   

    ... não somos personagens, somos histórias. Nós nos fixamos na ideia de ser um personagem envolvido numa aventura qualquer, mesmo que muito simples, mas o que deveríamos entender é que somos toda a história, e não só aquele personagem. Somos o bosque onde ele caminha, o mau que o sacaneia, a bagunça que existe ao redor, toda a gente que passa, a cor das coisas, os rumores.

    - Jasper Gwyn dizia que todos somos alguma página de um livro, mas de um livro que ninguém jamais escreveu e que procuramos em vão nas prateleiras de nossa mente. Ele me disse que aquilo que tentava fazer era escrever esse livro para as pessoas que o procuravam. As páginas certas. Estava seguro de que conseguiria.


    (em Mr. Gwyn de Alessandro Baricco)



    Escrito por Júlio Cesar Góes às 09h59
    [] [envie esta mensagem] []




    [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]